domingo, 11 de agosto de 2013

Feliz dia dos Pais

Feliz dia dos pais, porque, afinal, eu sou uma parte sua;
E com certeza é a pior de mim.
Feliz dia dos pais, porque eu lembro de cada tapa;
Dada na minha mãe, quando olho pra você.
Feliz dia dos pais, por me lembrar todo dia
Que eu posso ser alguém ruim (...)

Eu desejo que acidentalmente caía um pouco de cianureto no
Seu copo de cerveja.

Com carinho ao meu Pai.

domingo, 9 de junho de 2013

P.s:

Dizem... Que... Quando... Se... Perde... Alguém...
Alguém... Realmente... Importante... Dói
Outros... Dizem... Até... Que.. Passará...
Mas... E... Se... Eu... Não... Aguentar...?

Posso... Deixar... Uma... Carta...
Dizendo... Adeus... Antes... De...
Dizendo... Que... Você... Foi... A Melhor!

Mas... Quando... Eu... Fizer...
Não... Poderei... Mas... Te... Ter...
Nem... Te... Cheirar... Nunca... Mais...

Mas... Um... Dia...
Quando... Todos... Formos... Iguais...
Você... Virá... Me... Encontrar...
E... Aí... Sim... Vou... Me... Casar... Com...

... Você.

Tenho... Medo.. Que.. Doa... Muito
Que... Demore... A... Sair... Todo.. O... Meu...
Ou... Que... Você... Se... Arrependa... De...
Ter... Me... Deixado... E... Seja.. Tarde... Demais...

(...)


quinta-feira, 25 de abril de 2013

Calma

Eu vou despreocupar meu coração
Do medo de perder você
Porque se o nosso amor é igual;
Podem se passar mil anos,
e ainda nos encontraremos no mesmo lugar.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Eu amo

Seu sorriso; O contorno da sua boca
O cheiro do seu cabelo; Da sua pele
A sua mão; Seu dedo gordinho lindo
Seu corpo; Todo ele!

O jeito como corre; Feito criança eufórica
Da sua cara de assustada nos dias de chuva;
Assim como o jeito encolhido que fica na cama

As adivinhações; o ciúme
A sua cara quando não conseguia me dizer não!
Sua feição preocupada; com nossas famílias
Sua mão na minha cintura; os puxões! Ah, os puxões!

O hálito misturado com seu cigarro; sua saliva
Os seus bordões e egocentrismo
A forma como me empurrava do colchão;
E brigava pelo maior lençol...
As nossas fofocas!

A cara safada quando me observava nua;
A brancura da sua pele que corava tão fácil
O rosto quente com o meu gelado...

Sua cara de prazer; me tocando
Me chamando; me pedindo [...]

Os apelidos; Os palavrões
Os risos; Os gritos
O amor; A raiva

Você e Eu.


Eu sei

Sabe como é acordar deslizando pelo lençol
Sabendo que você esta na outra ponta da mesma cama.
Quando a primeira imagem que se enxerga, embaçada ainda,
É o teu rosto babando o travesseiro que não é nosso.

Ou mesmo sentir o cheiro da pele, sem nenhum perfume, o cheiro que é só teu!
Saber das brincadeiras e sorrir de todas elas;
Cair certinho nos braços apenas por conhecer a forma como você me puxava;
Respirar com tua cabeça no meu peito sabendo que eu era a sua base.

Eu sei. Eu sei também que a falta torna qualquer cama um precipício;
Qualquer lençol sufocante!
Sei como está ficando difícil, a cada dia, reconstruir a lembrança do cheiro [...]

O tempo cura tudo, mas é difícil seguir em frente quando o relógio está quebrado
''Mas até mesmo o relógio quebrado consegue está certo duas vezes ao dia''.